Promoção UM NATAL DIFERENTE -1001roteirinhos e Faber Castell

Natal chegando e o apelo comercial é cada ano mais forte. Comprar! Comprar! Comprar! Não é à toa que a data para muita gente não está entre as mais queridas. A maratona de correr pros shoppings atrás de presentes pra família toda, amigos, professores, etc, etc, virou verdadeiro martírio para a maioria!

Faz tempo que na minha família não nos rendemos mais a essa pressão e fazemos coisas alternativas na noite de Natal. Troca de presentes, apenas simbólica. Ou com amigo oculto, inclusive onde os presentes foram substituídos por mensagens, ou lembrancinhas. No ano passado minha sobrinha preparou papeizinhos com palavras e desenhos que resgatariam o sentimento de Natal, escondemos na sala e no final, vimos adultos e crianças procurando por eles e a família reunida em volta da árvore e do presépio lendo as palavras e esperando a tia vestida de papai Noel chegar. Claro que para as crianças sempre tem presentes porque também é querer demais dos pequenos. Mas podemos fazer com que elas se envolvam com outras atividades bacanas para a época, fazendo com que o Natal seja muito mais do que apenas ganhar presentes.

Com meus pais aprendemos a importância de ajudar ao próximo. Além de trabalhar para várias obras sociais e ajudar outras durante o ano todo, no fim do ano minha mãe sempre organiza a montagem de cestas para o Natal das Crianças. Depois de adultas, já com minha sobrinha Juliana maiorzinha, minha irmã montou cestas de natal para o abrigo baseado em itens de material escolar para garantir o inicio do ano com mochila nova, estojo, caderno. As doações foram arrecadadas pelos adultos, mas na montagem dos kits e na entrega, a participação da Ju foi total, pedindo até para ir ao abrigo conhecer e entregar.

Que fique claro que não somos contra presentes, adoramos ganhar um mimo como todo mundo e, principalmente, já fomos crianças e sabemos a delícia de ser presenteado no Natal. Como mãe, ver a carinha do filhote ao abrir um pacote de um brinquedo desejado, não tem preço!  Mas acreditamos que essa é apenas uma parte da festa.

 

 

Algumas sugestões para envolver os pequenos nos preparativos para o Natal:

– Separar brinquedos para doação que não são mais usados porque as crianças já cresceram

– Fazer lembrancinhas pra família de material reutilizado, sucata
– Incentivar a substituição de trocas de presentes massivas por mensagens em que elas mesmas podem fazer cartões com mensagens e desenhos para presentear
– Contar histórias que possam ilustrar uma proposta de mudança através do envolvimento das crianças e da família que tragam o significado mais amplo do Natal e não passe como mais uma data comercial para troca de presentes como reconhecimento de bom comportamento no ano.

 

As idéias são muitas e sabemos que têm muitas outras mais por aí!

———————————————————————————

UM NATAL DIFERENTE

Para trazer de volta o sentido do Natal muito além do troca-troca de presentes, estamos lançando uma promoção bacana em parceria com a Faber Castell. Basta seguir o blog e responder à pergunta (nos comentários): “O que podemos fazer para trazer de volta o verdadeiro sentido do Natal?” até o dia 01 de dezembro de 2010

Queremos histórias que ilustrem o envolvimento das crianças e da família trazendo um significado mais amplo ao Natal, muito maior do que só mais uma data comercial para troca de presentes ou como reconhecimento de bom comportamento no ano. Se vierem com fotos para ilustrar, melhor ainda! As histórias mais legais ganham um super kit Faber Castell.

Serão 4 kits “Construindo o Meu Castelo” da linha Creativity for Kids. A criançada pode dar asas à imaginação criando o seu próprio castelo!

Então vamos lá! Mãos à obra! Nossas crianças merecem conhecer o verdadeiro sentido do Natal! 🙂

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

    • Ana Paula em 10 de novembro de 2010 às 17:58
    • Responder

    Ok, vou começar porque tive uma ótima idéia pra fazer com o filhote em casa, e tem muito a ver com a proposta da promoção.

    Ganhamos uma árvore de Natal pequena, meio velhinha, e os enfeites estavam muito velhos, quebrados, teriam que ser substituídos. Comecei a pensar em como poderia enfeitar a árvore sem gastar muito, e de forma que tivesse significado. Também queria fazer um calendário do advento, para marcar os dias de espera com o pequeno, mas não queria enche-lo de balas e outras coisas sem significado.

    Aí tive essa idéia. Mandei revelar em tamanho pequeno (5×7 e 6×9) fotos de pessoas da família e momentos especiais do nosso ano. Aproveitando que o pequeno está aprendendo a escrever e super empolgado com tudo isso, vamos fazer pequenos cartõezinhos que serão colados no verso das fotos, e nesses cartões ele escreverá tudo que desejamos para o Natal e o próximo ano (paz, amor, alegria – eu escreverei e ele vai copiar atrás das fotos).

    Essas fotos vão ficar guardadinhas no nosso calendário do advento, e a partir de primeiro de janeiro, vamos todos os dias abrir uma janelinha e colocar uma dessas fotos na árvore.

    Quero que meu filho perceba que, mais do que presentes e enfeites, o Natal deve ser compartilhado com as pessoas que amamos, que devemos nos unir e pensar nas coisas que realmente são importantes em nossa vida.

    Assim que terminar de fazer o calendário, quero mandar uma foto do nosso trabalho final… Nossa árvore será recheada de coisas especiais para nós…

    1. Nossa primeira história! Que legal! Só não esqueçam que para participar é preciso de seguir o blog tb nesse link do google friend connect (na coluna da direita), clicando em – Participar deste site!

      Obrigada pela participação!

  1. Na minha casa os Natais são cheios de tradições. Minha mãe é daquelas que gosta de colocar um enfeite em cada pedacinho da casa, por onde você olha tem estrelinhas, papais noeis, anjinhos e velas. Na noite de NAtal, minha avó sempre canta “O Tannenbaum” e Noite Feliz. Depois agradecemos pelas alegrias e finalmente, as crianças podem abrir os presentes!! A noite é sempre muito especial.

    Agora que tenho minha própria mini família também temos nossa tradicões, algumas semanas antes fazemos bolachinhas de Natal para dar de presente para tios, tias e amigos. Nos divertimos muito fazendo isto e cada ano caprichamos mais. No primeiro ano usmos o glace branquinho, agora já usamos várias cores, claro que acabamos comendo muitas bolachinhas e nos divertindo muito.

    Este ano a Luiza também vai participar, mal posso esperar!

    beijos

    Pati

  2. “O que podemos fazer para trazer de volta o verdadeiro sentido do Natal?” Acreditar é o primeiro passo. Acreditar na fantasia, na magia, no encanto da data. Para envolver as crianças, o principal é deixar que elas participem da montagem da árvore, colocando bolas, enfeites, brinquedos, desenhos, fotos e mensagens. Minha árvore é sempre uma bagunça, mas uma delícia. Tenho feito há 3 anos algo que ficará como registro para eles no futuro. Faço um texto com um “balanço de fim de ano” com os pontos negativos e positivos de tudo que aconteceu na família (e no mundo). É divertido ler esse balanço ao redor da árvore. Meus filhos ainda são pequenos, mas, assim que der, cada um vai escrever o seu “balanço emocional”. Beijos grandes Alexandra

    • Milena Dante em 17 de novembro de 2010 às 11:37
    • Responder

    Pensando em escrever uma grande história de Natal…veio em meu pensamento o verdadeiro sentido desse grande evento que é o amor, o carinho e a vida que JESUS nos deu quando nasceu nesta data maravilhosa, e me dou conta que faço um trabalho voluntário em um abrigo para crianças, onde as mesmas esperam esta data com muita ansiedade, pois sempre ganham presentes, mas conversando com elas pude perceber que não os presentes o principal motivo e sim o fato de que as pessoas vem e dão carinho, trazem beijos e abraços junto com os presentes e as levam para passar um NATAl diferente em suas casas.
    percebo assim que o verdadeiro sentido do NATAL é o Amor ao próximo independente de classe social, cor, idade, todos nesta data querem sentir o que Jesus nos deixou de herança.AMOR e muito AMOR.
    Milena

    • Renata gil monteiro bouzon em 17 de novembro de 2010 às 15:08
    • Responder

    Bem este Natal vai ser muiiiitttooooo diferente !!!
    Menos um integrante da Familia…Muita Saudadesssss…
    Era o nosso membro principal e Especial…Pai,Avô e Papai Noel !!!!
    Bem, esse ano temos que lembrar, entao vamos fzer como sempre…seu lugar continuará…e vamos fazer um desenho muito colorido para Homenagia-lo !!!
    Presente de espirito estará em nossa ceia e oraçoes !!!!
    Obrigador por deixar o nosso Natal corido e cheio de realizaçoes !!!

    • Patrícia Ferraz em 18 de novembro de 2010 às 19:28
    • Responder

    Seu blog é uma graça!!!
    Parabéns, estou indicando para uma grande amiga que tem duas filhas pequenas, ela vai adorar!!!

    1. Legal que tenha gostado! 🙂

  3. Oláaa! quero participarrrrrrr… como faço para mandar fotos do nosso depoimento??? beijos!!
    😉

    1. Oi querida,

      Manda pro email: contato@1001roteirinhos.com.br.

      Bjs,
      Eliane

  4. Eu mesma estou organizando todo o natal desse ano da minha família. Querem saber a minha motivação? Meu filho que nasceu em junho de 2010 e meu sobrinho que nasceu em maio de 2010, e são os primeiros netos dos meus pais, ou seja, esse ano a família merece comemorar ainda mais. E eu, depois de tanta luta e meses deitada por conta de um probleminha na gestação, tenho meu filhote lindo e saudável em meus braços. Mereço mesmo comemorar e agradecer imensamente a Deus por tantas vitórias. Então o Natal da minha família esse ano será especial, nada de presentes, muitos enfeites, uma árvore linda (nós nunca havíamos montado), e cada um da familia está responsavel por algum detalhe. Um pela ceia, outro a decoração da varanda, outro a arvore de natal, troca de lembrancinhas e até papei noel vamos ter além da ajuda em uma instituição de caridade. Acho que isso é o importante, um Natal repleto de alegrias, união, solidariedade e com família unidas pelo amor e transborbando amor. Por isso que sempre digo que meu filho, que é um bebê tão risonho e alegre só me trouxe momentos bons e me fez ficar ainda mais próxima daqueles que tanto amo.

    • Juliana Zambon em 23 de novembro de 2010 às 23:42
    • Responder

    Vou mandar a minha história com a foto pelo e-mail abraços.

    • Lu rossane em 24 de novembro de 2010 às 14:09
    • Responder

    O verdadeiro sentido do Natal acho q no fundo tds nós sabemos mas nos deixamos levar pelo deslumbramento externo e ele fica sufocado e às vezes até esquecido.
    Isso jáconteceu comigo,minha família era grande então tudo tinha q ser muito: presentes, ceia, bebidas, decoração etc etc… até q perdemos 2 pessoas da família e uma ficou muito doente e achamos q o sentido do Natal havia se perdido, até q meu filho q tinha 3 aninhos me mostrou q independente do q se está passando, dificuldade financeira ou emocional, sempre há alguém q está passando por uma situação pior e a doação do seu tempo e do seu amor fará mais bem a você do que quem está recebendo.
    O Natal em q meu filho me mostrou isso foi qdo distribuimos brinquedos com um grupo de voluntários numa igreja próxima, ele ficou tão feliz q tds foram contagiados por essa alegria e eu q não ia fazer nada me animei até em fazer uma ceia em casa e foi muito bom compartilhar com meus familiares essa experiência.
    Um Feliz e verdadeiramente completo Natal para tds!!!!!
    Lucila.

  5. Oiii! eu no ultimo dia chegando para participar,hehehe..
    bem,vou contar aqui o que postei no meu blog essa semana..Aqui em casa todos nos amamos o natal! amo a deocração,a magia,as cores, tudooo! Mais o que mais me toca é o clima, a energia positiva que fica pairando no ar essa epoca..parece que as pessoas ficam mais sensiveis, e que de fato,o espirito do natal deixa as pessoas mais sensiveis e solidarias..pena que não dure nem até o carnaval..;-(
    bem,isso sempre me tocou e sempre quis passar esses valores ao Enzo.Todo ano ele monta a arvore comigo, escrevemos nossas cartinhas e colocamos nas nossas meias.Uma em cada janela.
    Depois,deixamos um lanche para papai noel embaixo da arvore,pois a noite ele vira buscar as cartinhas para levar para a fabrica no Polo Norte!! E também deixamos cenouras e maças para as renas no jardim..
    Claro que enquanto ele dorme, eu vou la durante a noite e retiro tudo.. ele fica radiante ao ver na manha seguinte que o Papai Noele veio buscar a cartinha e que lanchou tudo! rsrsrs..
    Esse ano quis ir além..e ao escrever a cartinha,contei a ele que existem crianças que não tem brinquedos nem arvores, e ele ficou muito triste,pude perceber a expressao em seu rosto.Me perguntou pq essas crianças não tinham arvore nem meias: mas como mamãe,como elas fazem os seus pedidos ao papai noel?? me perguntou preocupado..
    Disse a ele que o iimportante era pedir com o coração..e ai tive a ideia de escrevermos bilhetes pedindo coisas a essas crianças para por na arvore!! SERIA A NOSSA ARVORE DOS DESEJOS!!!
    então começamos a escrever nossos pedidos a essas crianças: paz,amor,saude…assim ,Papai noel iria ler, e levar com sua magia esses pedidos a todas as crianças…Ai algo aconteceu que realmente me emocionou:
    Enzo se vira para mim e fala: vou pedir uma MÃE! para que todas as crianças possam ter uma,que é a coisa mais importante da minha vida…
    Nem precisa falar que me emocioenei muito,não é???
    Primeiro pq fiquei toda boba com a declaração de amor, e tb pq acho que cnsegui passar a ele o verdadeiro sentido do natal..e me tocou ao ver ele tão pequenino,desejando ao proximo aquilo que para ele,no seu mundinho,é a coisa mais importante da sua vida: uma mãe!!!
    coloquei as fotos desse relato lá no blog,se quiser ver as fotos, da uma espiada:
    http://criancasnabagagem.blogspot.com/2010/11/um-conto-de-natal.html

    Beijos e um lindo Natal a vcs todos!!

  6. Na minha casa o Natal sempre foi mais direcionado para união da família e acredito que até hoje mantemos isto. Como meu pai precisou viajar por muitos anos a trabalho,p erdendo esta data, minha mãe fazia tudo para “compensar” isto. Na verdade nosso Natal começava muito antes, já nos preparativos.

    Desde criança, nossa família sempre se reuniu no dia de decorar a árvore. Hoje, com 37 anos, já tenho agendado neste domingo a decoração da árvore de Natal e arrumação do presépio da minha mãe. A diferença é que agora meu filho e sobrinho já participam deste momento, gerações unidas. É diversão garantida. Mostramos a eles os enfeites antigos, os que mais gostávamos quando criança, relembramos histórias. Lembrei agora que costumava fazer enfeites com a casca de nozes criando bonecos de neve e papai noel com um pouco de cola, tinta e lã.

    Outra tradição da minha família é pintar alguns vidros da casa com temas de Natal. Utilizamos tinta guache. No início minha mãe pintava o contorno e eu e meus irmãos preenchiamos o desenho comt intas coloridas. Aos poucos esta tarefa passou para mim. Nos próximos dias estarei pintando os vidros da minha casa e da minha mãe. Será o primeiro ano que meu filho, agora já com 3 anos, irá ajudar eu e seus primos a colorir os desenhos. (envio via e-mail as fotos). As crianças adoram, pura diversão.

    Outra tarefa pré Natal é esvaziar os armários. Este ano apadrinhei uma criança para o Natal e meu filho participou das compras escolhendo os presentes. Além disto, com roupas e brinquedos usados estaremos colaborando com 2 ONGs diferentes. Tanto a compra quanto a doação é feita com uma conversa, demonstrando às crianças a importância de ser solidário.

    Meu pai passou poucos natais conosco, e estes foram muito especiais. Ele era extremamente alegre e nunca gostou dos mimos que nós tanto gostamos. Se ganhasse algo material logo deixava de lado, mas guardava para sempre um cartão, bilhete, filmava alegremente nossos teatrinhos dedicados a ele. Isto gerava todo um preparo e expectativa nossa para criar um presente para ele.

    Assim como muitas famílias fazemos um amigo oculto diferente, envolvendo troca troca e muitas risadas. As crianças motivamos o sonhar através da figura do Papi Noel. Na minha mãe tocamos um sininho e o saco do Papi Noel surge com os presentes. Meu irmão corre pela casa com o sino e as crianças tentam encontral o Noel. Já na minha sogra e na minha casa, deixamos o sapatinho embaixo da árvore e biscoitos, feito com a ajuda das crianças para o Papai Noel.

    Acredito que este seja o verdadeiro sentido do Natal, envolver toda a família na celebração, unir as pessoas, praticar a solidariedade, o amor ao próximo, valorizar o que realmente é importante em nossas vidas. Um Feliz Natal para todos!

    • Pablo Soares de Castro rosa em 1 de dezembro de 2010 às 17:25
    • Responder

    O Dia em que vi Papai Noel

    Era Natal, sempre fazíamos a ceia na casa de minha avó, onde toda família se reunia. Depois de meia noite íamos para casa ver o que o bom velhinho nos havia reservado. Naquela noite, após a ceia, iríamos para casa abrir os presentes, era o momento mais esperado da noite.
    Eu e meus dois irmãos dormíamos no sofá da vó, meus pais os pegaram no colo, e meu avô me levaria logo depois. Mas, sempre o mas, como não poderia deixar de acontecer, o improvável aconteceu, uma aterradora chuva de verão desabou, e eu me vi ilhado longe de meus presentes.
    A chuva caia e o tempo passava vagarosamente, assim adormeci. Algum tempo depois sinto meu avô me pegar no colo, e já no portão, abro os olhos e vejo um céu lindo e estrelado sobre nossas cabeças. Chegando ao portão da vila onde morávamos, meu avô o abre, e adentra pelo grande corredor que ao fim me levaria a meus tão ansiados presentes, quando não sei por que olho novamente para o céu.
    Acima de nós, voando no céu, lá estava ele, o homem que toda criança sonha ver, em um trenó vermelho, guiado por várias renas, com seu casaco vermelho e branco, e seu gorro. Sua barba branca como a neve acabara com todas as dúvidas, era ele.
    Eu o tinha visto, acima de nós, lá estava ele, ainda com tantos presentes à entregar. Sim, ele, o próprio Noel.
    Percebendo que havia sido visto por uma criança, olhou diretamente para mim e acenou, me deu um sorriso, e soltando sua risada inconfundível, e sumiu entre as nuvem nos desejando um feliz Natal. Os presentes não mais importavam, eu havia visto o espírito do Natal em pessoa.
    Até hoje não sei se foi um sonho ou realidade. Meu avô sempre confirmou nossa história. Foi o natal que mais me marcou, não lembro dos presentes, mas ainda hoje me emociona lembrar dos fatos. A verdade é que mesmo quem nunca viu, sente que dentro de cada um de nós existe um Papai Noel, e é graças a ele que conseguimos espalhar esperança por este grande e velho mundo.

    • Leonardo dos Santos Silva Junior em 1 de dezembro de 2010 às 17:35
    • Responder

    Meu natal vai ser muito diferente dos outros . Aqui em casa tds adoramos essa época.Esse ano minha irmã está entendendo mais, pois já está com 3 anos e está anciosa pela chegada do papai noel.Mais o melhor de tudo não é os presentes, a ceia não.É que ha 10 anos pelo que me lembre meu pai só pode estar com a gente nesta noite umas 2 vezes, quando eu tinha 2 e4 anos.Pois ele sempre trabalha. Mais esse ano ele vai estár em casa e pela 1ºvez vamos estár juntos os 4.realmente esse vai ser um natal muito, muito diferente.

  1. […] This post was mentioned on Twitter by patipapp and 1001roteirinhos, 1001roteirinhos. 1001roteirinhos said: Lançada a 1ª promoção do blog – Um Natal Diferente: http://bit.ly/cLqacn – Conte sua história até 01/12 e concorra a 4 Kits Faber Castell! […]

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Get Adobe Flash player